Sintomas de abstinência do cigarro

Tem dia que é muito fácil não fumar. Tem dia que fumar parece ser a única saída. Na teoria: parar de fumar se torna cada dia mais fácil de suportar. Na prática talvez um ex-fumante nunca deixe de pensar no cigarro.

Hoje é o meu décimo sexto dia sem cigarro. Em todas as tentativas que fiz este ano eu tive crises de irritação e nervosismos logo na primeira semana, por volta do terceiro e quarto dia sem fumar. Com brigas homéricas com o Sergio. Desta vez foi bem diferente… Por um momento eu achei que isso nem ia acontecer. Uma prova que as reações de abstinência podem ser diferentes não apenas de pessoa para pessoa, mas também a cada tentativa.

No décimo primeiro dia tivemos uma briga estúpida que só foi acabar dois dias depois. Pelo menos estava bem claro que a falta do cigarro foi o real motivo da briga e isso ajudou muito a não levar pro lado pessoal no final das contas (porque no meio… foi difícil, viu).

A abstinência do cigarro pode afetar o humor, o raciocínio, a líbido, a disposição, o sono, o apetite, pode causar depressão, ansiedade, pensamentos suicidas… Por isso é preciso muita força de vontade para se manter firme, pra se lembrar sempre dos seus motivos de não fumar. E além da força de vontade ajuda muito incorporar novos hábitos ou quebras de rotina para ajudar a construir um novo comportamento sem fumar.

Publicado por Keylla García

Terapeuta integrativa apaixonada por Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa. Estuda e desenvolve técnicas para o controle e alívio do estresse desde 2021. Escritora, bióloga, fotografa, videomaker, webdesigner... uma pessoa que segue, confiantemente, em direção aos seus sonhos.