Hexagrama Sun e os relacionamentos afetivos

O I Ching contém máximas minimalistas, simples e fáceis de compreender, no entanto até hoje, não li uma sentença que não exija esforço e dedicação para se colocar em prática.

O hexagrama Sun fala sobre equilíbrio, sobre diminuir e aumentar, dar e receber. Ao buscar o equilíbrio devemos diminuir o que é excessivo e aumentar o que é insuficiente.

Este hexagrama é formado pelos trigramas Lago e Montanha. No Octograma de Fu Xi a Calma do Lago forma uma Tao com a Quietude da Montanha. São Yin e Yang, opostos complementares.

Li o texto deste hexagrama pensando no meu relacionamento afetivo. Num ano como 2020, cuidar do relacionamento amoroso pode ser essencial, é só observar o crescimento da taxa de divórcio em todos os países que adotaram a quarentena, incluindo no Brasil.

O interessante do I Ching é que ele nos coloca na posição de protagonistas. Eu posso compartilhar o texto com meu parceiro ou parceira, mas sou eu quem decide agir ou não agir. Cada pessoa é responsável por suas atitudes, por suas escolhas e por seus aprendizados. E uma coisa que percebi nos meus 35 anos de vida, foi que, as lições que não aprendo hoje continuam a surgir até que eu consiga compreendê-las.

Então, voltando à minha reflexão, me fiz a pergunta:
– O que é que preciso diminuir no meu relacionamento?

Anotei em uma folha de papel e logo em seguida respondi:
– O que é que preciso aumentar no meu relacionamento?

Percebe a simplicidade destas perguntas? A resposta também é simples. Com um pouco de introspecção você pode escutar sua intuição, seu coração ou sua consciência, como preferir chamar. Pode parecer mais fácil responder o que o outro precisa diminuir e aumentar em relação ao relacionamento, e tudo bem se isso acontecer.

O que me ajudou a responder estas perguntas como protagonista foi fazer uma prática de Qi Gong antes. Qi Gong é uma espécie de meditação em movimento. Faço uma série de movimentos repetitivos sincronizados com a minha respiração. Práticas de meditação podem auxiliar a diminuir a ansiedade e o estresse e por isso podem ser boas para preparar a mente para um momento de reflexão. Agora volte às perguntas e responda com o foco apenas em você.

O que fazemos e o que deixamos de fazer (aumentamos e diminuímos) impactam o outro, promovem mudanças mais evidentes do que críticas, cobranças e insinuações.

Esta lição pode ser aplicada a qualquer aspecto da vida onde buscamos equilíbrio.

Obrigada por ler e até breve!

Publicado por Keylla García

Terapeuta integrativa apaixonada por Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa. Estuda e desenvolve técnicas para o controle e alívio do estresse desde 2021. Escritora, bióloga, fotografa, videomaker, webdesigner... uma pessoa que segue, confiantemente, em direção aos seus sonhos.