Setenta e duas

Quando as pessoas param de temer a calamidade
o grande terror se aproxima
Não torne sua morada estreita, nem amarga a sua vida
Se as pessoas não viverem aglomeradas
suas vidas não serão amargas
A pessoa sábia conhece a si mesma, mas não se exibe
Ama a si mesma, mas não busca a fama
Recusa esta e admite aquela

Adaptação livre de distinção de gênero, por Keylla García.