Sessenta e duas

A Tao é a misteriosa origem das dez mil formas
A preciosidade das pessoas bondosas
A proteção das pessoas maldosas

Palavras bonitas podem negociar destaque
Boas maneiras podem engrandecer uma pessoa

Como se poderia abandonar as pessoas maldosas?

Ergue-se a filha do Céu
Ordenam-se três duquesas
Tem a jade como oferenda e toda a corte festiva

Nada disso se compara a adentrar a Tao

Por qual razão a antiguidade valorizava a Tao?
Quem pede recebe
Quem possui culpa encontra paz
Eis a razão da Tao ser valiosa sob o Céu

Adaptação livre de distinção de gênero, por Keylla García.