Cinquenta e três

Se algum dia eu entender o que é viver
de acordo com a Tao
eu certamente temerei o desperdício
A Tao é como uma trilha longa e tranqüila
mas as pessoas preferem pegar atalhos
Assim, observa-se excessos nos governos
E os campos repletos de ervas daninha,
enquanto os celeiros parecem vazios
As pessoas se vestem com ostentação
e carregam consigo espadas afiadas
Satisfazem-se comendo e bebendo em demasia,
enquanto acumulam riquezas e bens materiais
Qual o nome disto? Roubo e alienação
O oposto de seguir a Tao

Adaptação livre de distinção de gênero, por Keylla García.

Publicado por Keylla García

Terapeuta integrativa apaixonada por Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa. Estuda e desenvolve técnicas para o controle e alívio do estresse desde 2021. Escritora, bióloga, fotografa, videomaker, webdesigner... uma pessoa que segue, confiantemente, em direção aos seus sonhos.