Quarenta e sete

Sem sair de casa
conhece-se o mundo
Sem olhar pela janela
vê-se a Tao do Céu

Quanto mais longe se vai
menos se sabe

A pessoa sábia não precisa viajar
e, no entanto, conhece tudo
Não precisa ver
e, no entanto, sabe tudo
Não precisa fazer nada
para fazer as coisas

Adaptação livre de distinção de gênero, por Keylla García.