Trinta e sete

A Tao é uma constante não-ação
e mesmo assim nada deixa de realizar
Se as pessoas que governam pudessem resguardá-la
As dez mil formas se transformariam por si mesmas
Porém, se na transformação despertassem a cobiça
Eu iria estabilizá-las através da simplicidade que não tem nome
A simplicidade que não tem nome gera a ausência de desejos
A ausência de desejos cria a serenidade
e a Terra se endireita por si mesma

Adaptação livre de distinção de gênero, por Keylla García.