Amar, desamar e amar de novo

Amar, desamar e amar de novo. Este post é pra salvar e reler sempre que precisar de uma força!

Após quase 13 anos de relacionamento o Serginho lê o primeiro livro sobre relacionamento 😅

Brincadeiras a parte, eu já li um bucado de livros sobre casamento, e sempre conto pro Sérgio um resuminho enquanto leio. Falo pra ele ler e no fim acaba que o livro entra pra fila dos infindáveis ​​livros que eu indiquei.

Temos tempos diferentes de leitura, eu sou mais devoradora de livros enquanto ele devora sites e PDFs estudando online.

Mas por quê estou falando disso por aqui ? Recentemente a gente atualizou a Bio do instagram da nossa empresa de filmes de casamento. Atualizamos e eu fiquei pensando na parte sobre a coragem que é preciso pra permanecer casado.

Falar na coragem do sim de cada dia é muito abstrato, por isso decidi deixar mais claro do que é que estamos falando na Bio.

É bem comum a gente ouvir de colegas de trabalho, de clientes e até os amigos próximos a visão que eles têm do nosso relacionamento. “Vocês se dão muito bem”, “Vocês estão alinhados, tem os meus objetivos e sonhos”, “Vocês passam tanto tempo juntos”, “São apaixonados, fofos” e por aí vai …

É legal ouvir isso, mas sempre que escuto algo assim, eu lembro que o cotidiano vem com muita louça pra lavar. Por aqui temos altos e baixos em todos os aspectos do nosso relacionamento, afinal de contas são quase 13 anos juntos.

É difícil falar sobre isso nas redes sociais, onde muitas vezes tem só o lado bom da vida, mas é necessário falar. Casar não é escolher um feliz para sempre, é se preparar pra lutar. Pra se desenvolver como ser humano, pra mudar ao lado de alguém que também está mudando (e não esta mudando para atender a suas expectativas, esta mudando porque mudar é natural, esta mudando por si mesmo e calhou de vocês estarem lado a lado).

Cada pessoa tem seu motivo pra casar, tem seus valores. Eu gosto de pensar que casar é escolher uma pessoa pra envelhecer ao meu lado, pra compartilhar os dias de chuva e os dias de sol, os meus dias de TPM e os dias de introspecção do outro …

Não é sobre perfeição, é sobre persistência. Não é sobre paixão, paixão é o início – uma reação química e toda reação química se transforma em outra coisa no final. É sobre afeto, convivência, respeito e empatia. Não é sobre sexo ou sobre fazer amor, é sobre gozar a vida ao lado do outro. Não tem receita de sucesso, e não tem casal perfeito, não acredite em casais perfeitos na web, saiba que a maior parte da realidade dos casais não é compartilhada online. Guarde isso no seu coração e lute para manter sua saúde mental e seu relacionamento saudável.

Se este conteúdo foi útil, envia pra uma pessoa que vai gostar de ler este relato também 😘

Publicado por Keylla García

Terapeuta integrativa apaixonada por Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa. Estuda e desenvolve técnicas para o controle e alívio do estresse desde 2021. Escritora, bióloga, fotografa, videomaker, webdesigner... uma pessoa que segue, confiantemente, em direção aos seus sonhos.