Seu corpo é cura e sua mente sabe o que você precisa fazer.

É isso mesmo Biscoitinhos e Bolachinhas, você sabe o que é melhor pra você, mas talvez não saiba que sabe. Você precisa começar a se escutar.

Acontece que pra escutar o nosso interior é preciso silenciar (tanto o interior quanto o exterior). É preciso pausar, desacelerar e começar a por no papel o que é essencial.

É essencial nutrir a alma com beleza, com arte, poesia, dança…

É essencial nutrir o corpo com movimento, com força, com garra…

É essencial nutrir a mente com oxigênio, com atenção plena, com alegria…

É essencial buscar o equilíbrio.

Se por um lado sabemos o que precisamos nutrir, por outro sabemos o que precisamos parar de alimentar.

Pare de alimentar o tempo na frente das telas, é fundamental equilibrar isso. Não é fácil, estamos cada vez mais conectados. Eu mesma estou aqui neste momento comunicando e plantando sementes em terras online.

Não é preciso largar tudo, afinal, o universo online esta cada vez mais presente, englobou a educação no ano passado, uma fronteira que parecia estar bem distante de fazer essa integração. – Mas é preciso estabelecer um tempo, desabilitar notificações, deixar os aparelhos na sala de estar na hora de dormir…

Pequenas mudanças, pequenas vitórias, que no final do dia transformam uma vida no automático em uma vida atenta.

É um exercício de autoconhecimento e de autocuidado. E quanto mais a gente se exercita, mais tempo passamos desligados do modo automático e assim o corpo encontra cura e a mente encontra formas de nos dizer o que fazer pra viver melhor.

Faz sentido? Conta aqui nos comentários como você tem experienciado atitudes de autocuidado e autoconhecimento no seu dia a dia.