O que você come se trans(forma) em você

16 de Outubro é o dia Mundial da Alimentação.

É comum acreditar que a alimentação não tem nada a ver com nosso estado de espírito, ou mesmo com a nossa saúde. Mas existem linhas da medicina que já pensam o contrário. É o caso da medicina integrativa e da medicina funcional.

Acontece que a influência que os alimentos têm sobre a nossa saúde é um conhecimento bem mais antigo que estas novas vertentes da medicina ocidental. As culturas orientais como a ayurveda na Índia e a acupuntura na China, possuem práticas milenares que colocam a alimentação como primeira forma de tratamento.

Pra quem não acredita em terapias alternativas pode ser difícil conceber que um chá pode te fazer bem, ou que um hambúrguer industrializado pode fazer mal, no entanto, hoje existem inúmeros documentários, como o Supersize, que provam o contrário.

Não é que seja fácil ser saudável através da alimentação, na verdade, com a industrialização dos alimentos, o desenvolvimento de organismos geneticamente modificados OGM (transgênicos) e a produção em larga escala, se alimentar bem é mais difícil do que parece, mas ainda assim, o que comemos é um caminho viável para a vida saudável.

É preciso mudar a visão que temos sobre os alimentos, passar a perceber que quando comemos uma comida que “pesa” isso também interfere no nosso bem-estar. Quando bebemos e acordamos de ressaca, não é apenas dor de cabeça e falta de energia que sentimos, e sim o efeito de fazer o sistema digestório como um todo metabolizar 2 litros da sua cerveja favorita.

E se ainda assim resta dúvidas tente lembrar se você já perdeu o apetite por ter uma DR pouco antes do almoço, ou quais as comidas que você escolhe comer quando está triste? A alimentação pode sim ser uma ferramenta de cura e de bem-estar, ela interfere ativamente no nosso psiquismo, basta só estarmos atentos pra perceber seus efeitos no nosso corpo.

acupuntura #ayurveda #medicinatradicionalchinesa #saude #alimentação #vidasimples