A arte de desestressar através da prosa e da poesia

Oi Biscoitinhos e Bolachinhas, bom domingo! Hoje eu compartilho uma poesia em prosa escrita por mim, os versos refletem minha formação com Bióloga, escritora, estudante de Acupuntura e amante da Medicina Tradicional Chinesa. Te convido a ler e deixar um comentário com a sua reflexão sobre o tema que abordei. — Sobre as duas estaçõesContinuar lendo “A arte de desestressar através da prosa e da poesia”

Vinte e uma

A abrangência da vacuidade provém inteiramente da TaoA Tao gera todas as coisas de forma caótica e obscuraCaóticas e obscuras são as suas imagensE dentro dessa profunda obscuridade há uma essênciaA essência é absolutamente autênticaE dentro dela há uma sementeDesde a antiguidade até hoje o seu nome nunca foi esquecidoAtravés dela observa-se a origem deContinuar lendo “Vinte e uma”

Sorte do dia

Estar presente no século XXINa década de 20É mais que algo físicoÉ algo offline Desfrutar de horinhas de descuidoÉ cuidar do relacionamentoÉ ter sempre em menteO que realmente importa Ninguém é o mesmo sempreNem você, nem euMuito menos o amor Sentimento sempre se transformaA calmaria vira tormentaE a tempestade, quietude [Versinhos da Keylla]

Sessenta e duas

A poesia sessenta duas fala sobre a imparcialidade da Tao, diferente de outras culturas a Tao não favorece ou desfavorece alguém apenas pelo bondade ou maldade de seus atos. Por mais difícil que possa ser compreender isso, quando olhamos ao nosso redor este raciocínio explica porque muitas pessoas passam pela vida impunes.